sábado, 8 de agosto de 2009

Um dia, foram garfos ...

Após algum período de inatividade, por problemas pessoais e de administração de tempo, eis que apareço. Aos amigos que me mandaram comentários e me procuraram, Muito Obrigado.
Paz Profunda a todos.

Mas o post de hoje é sobre os não limites da criatividade. Um amigo do Sul me enviou por e-mail estas imagens, de um trabalho fenomenal, em que o artista consegue figuras fantásticas ao contorcer o inox de talheres que um dia foram à mesa. O autor é desconhecido, e se alguém souber do paradeiro do artista me avise, mas mesmo assim PARABÉNS.

Vamos às imagens.




















Um comentário:

Sissym disse...

Adorei todas esculturas. Quer algum garfo emprestado?! Vamos tentar?!
Puxa, quanto tempo, por onde andou?

Obrigada por me visitar e apreciar a poesia. Beijocas....